O Grupo Ecobank lidera nova iniciativa do sector privado para acabar com a malária

A Iniciativa Zero Malária de Liderança Empresarial apoia um movimento global para a eliminação da malária em África

21 de julho de 2020 – Hoje, o Grupo Ecobank confirma o seu compromisso de apoiar a erradicação da malária, lançando a inédita Iniciativa Zero Malária de Liderança Empresarial em parceria com a Speak Up Africa, organização estratégica de comunicação e patrocínio sem fins lucrativos sediada em Dacar, e a Parceria RBM para Acabar com a Malária, organizada pelas Nações Unidas.

O novo programa visa promover o envolvimento do sector privado na luta contra a malária em África. Apoia o movimento pan-africano Zero Malária Começa Comigo, conduzido pela União Africana e pela Parceria RBM para Acabar com a Malária, lançado faz hoje 2 anos por chefes de Estado africanos na 31.ª Cimeira da União Africana em Nouakchott.

A colaboração apoiará os países afetados pela malária em todo o continente, começando com o Benim, o Burquina Faso e o Senegal, por meio do patrocínio de uma vontade política mais forte, do aumento do financiamento e de respostas mais robustas para a eliminação da doença visada. Os objetivos da campanha são tríplices:

  • Fomentar a mobilização de recursos internos para o financiamento sustentado de programas de controlo e erradicação da malária;
  • Mobilizar empresas e dirigentes empresariais com vista a que contribuam para a redução e a erradicação da malária;
  • Potenciar as redes e os parceiros do Ecobank para reforçar ou criar plataformas colaborativas.

“Em última análise, a erradicação da malária aumentará a prosperidade em toda a África, criando uma força de trabalho mais saudável que possa impulsionar o crescimento económico. O Grupo Ecobank está entusiasmado por colaborar com a Speak Up Africa, a Parceria RBM para Acabar com a Malária e a União Africana na Iniciativa Zero Malária de Liderança Empresarial e por usar a sua posição como plataforma para a ação coordenada contra essa doença tratável e evitável”, afirmou Paul-Harry Aithnard, Executivo Regional UEMOA, Ecobank.

Lançado originalmente no Senegal em 2014, o Zero Malária Começa Comigo envolve dirigentes políticos, sector privado e comunidades na tomada de medidas para se protegerem da malária, e a nova iniciativa continuará a fazer avançar essa missão. Até à data, 15 países de todo o continente implantaram as suas próprias campanhas Zero Malária nacionais.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que sejam necessários mais de 10 mil milhões de USD para implementar planos estratégicos nacionais destinados ao controlo da malária em 30 países africanos nos próximos três anos.[1] Porém, apesar de todos os esforços envidados pelos governos, o financiamento da luta contra a malária continua a ser um desafio. São necessários 2 mil milhões de USD em financiamento global adicional para alcançar todas as pessoas em risco de malária, o que realça a importância do envolvimento do sector privado.

“Para nos tornarmos na geração que vai acabar com a malária, é crucial que aumentemos o financiamento para combater esta doença e proteger todos os que estão em risco. Existe uma oportunidade incrível para o setor privado aderir à luta, e estamos entusiasmados por ver o Grupo Ecobank a abrir o caminho com a Iniciativa Zero Malária de Liderança Empresarial. Ao aumentar o financiamento e o envolvimento do sector privado, desbloquearemos mobilização e recursos valiosos, que irão contribuir amplamente para nos ajudar a livrar o continente africano da malária de uma vez por todas”, destacou o Dr. Abdourahmane Diallo, diretor executivo da Parceria RBM para Acabar com a Malária.

A malária continua a ser uma das doenças mais mortíferas do continente, com mais de 400 000 mortes só em 2018. A malária não tem impacto apenas na saúde das comunidades de toda a África, mas também na sua prosperidade, já que a doença limita o crescimento económico e aumenta a pobreza no seio da força de trabalho.

Exa. Amira Elfadil Mohammed Elfadil, comissária para os Assuntos Sociais da União Africana, comentou: “Estamos incrivelmente orgulhosos por desempenhar o nosso papel no movimento Zero Malária Começa Comigo, e esta nova Iniciativa de Liderança Empresarial é um passo importante para envolver o florescente sector privado de África. A luta contra a malária continua a ser um dos maiores desafios do nosso continente, mas o nosso povo já demonstrou um enorme empenho em acabar com o sofrimento e obter progressos contra esta doença mortal, mas evitável. Esperamos que outras organizações adiram ao nosso movimento e apoiem esta nobre causa.”

Embora os investimentos globais na luta contra a malária tenham ajudado a salvar 7 milhões de vidas e a prevenir mais de mil milhões de casos de malária desde 2000, a COVID-19 ameaça agora estes ganhos arduamente conquistados. A OMS estima que, no pior cenário, o novo vírus poderá duplicar as mortes por malária em 2020.

“Todos temos um papel a desempenhar na eliminação da malária, que é o que a campanha Zero Malária Começa Comigo corporiza. A participação do sector privado no controlo e na erradicação da malária é essencial, e o Grupo Ecobank é um líder bem posicionado no sentido de trazer para a mesa recursos e parceiros com ideias semelhantes. Juntos, podemos trabalhar no sentido de aumentar o relevo da malária na agenda política, criando uma rede de ação robusta. Apelamos a que mais empresas se juntem a nós na missão de libertar as comunidades do fardo da malária”, concluiu Yacine Djibo, Diretora Executiva da Speak Up Africa.