O Rei de Essuatíni lança o Fundo para Acabar com a Malária, como parte da campanha Zero Malária Começa Comigo nacional

Em 31 de maio de 2019, Sua Majestade o Rei Mswati III lançou o Fundo para Acabar com a Malária em Mandvulo, Lozitha, Reino de Essuatíni, como parte da campanha “Zero Malária Começa Comigo”. O Fundo vai colmatar a lacuna de financiamento de 5 milhões de USD necessários para cumprir as ousadas e ambiciosas metas do Plano Estratégico para a Erradicação da Malária Revisto (2015-2020), a fim de eliminar a malária no Reino de Essuatíni.

O Fundo tem três objetivos principais: eliminar a transmissão interna da malária no Reino de Essuatíni até 2022; sustentar subsequentemente a erradicação por meio de vigilância, testagem e controlo de casos; e apoiar a erradicação da malária aos níveis sub-regional e regional. Na sequência de progressos significativos obtidos pelo Reino de Essuatíni, a Organização Mundial da Saúde classificou o país como pronto para a erradicação da malária.

Sua Majestade o Rei Mswati III e o Presidente do Senegal, Macky Sall, lançaram a campanha “Zero Malária Começa Comigo” à escala do continente durante a Cimeira da União Africana, em julho de 2018, na Mauritânia. Apoiada por todos os dirigentes da UA, a campanha é um movimento pan-africano para robustecer os esforços nacionais, regionais e continentais contra a malária e é coordenada conjuntamente pela Comissão da União Africana e pela Parceria RBM para Acabar com a Malária.

“Hoje, tenho o prazer de anunciar o lançamento da campanha ‘Zero Malária Começa Comigo’ no Reino de Essuatíni e o nosso objetivo de eliminar a malária no reino até 2022. Apelamos a todos os políticos, funcionários públicos, sector privado, jovens, chefes e outros dirigentes tradicionais para que se ergam e declarem que a malária zero começa comigo. Juntos, podemos fazer de Essuatíni o primeiro país da África Subsariana a eliminar a malária”, afirmou S. Exa o Rei Mswati III.

O Rei reservou 5 milhões de lilangenis (cerca de 343 000 USD) como financiamento inicial para a criação do Fundo. As operações do Fundo são geridas por um Conselho de Administração composto por representantes superiores do governo, do setor privado e das comunidades locais e que supervisiona este Fundo de Parceria Público-Privada.

Ao discursar no lançamento oficial do Fundo para Acabar com a Malária, o Dr. Abdourahmane Diallo, diretor executivo da Parceria RBM para Acabar com a Malária, agradeceu a sua Majestade o Rei pelo seu compromisso para com a erradicação da malária e asseverou o apoio da Parceria aos esforços de Essuatíni para atingir zero malária.